Entre um voo e outro com Willians Mischur: Canadá sobre trilhos

Há quem diga que viajar é uma das melhores coisas do mundo – algo que eu, Willians Mischur, concordo plenamente. Agora, já imaginou o que é viajar de trem pelo Canadá e ainda ter como cenário as famosas e deslumbrantes Montanhas Rochosas? Mais do que relembrar os tempos áureos das ferrovias, esse percurso é outro nível.    

Era inverno quando embarquei nessa aventura, no dia 29 de dezembro, às 19h30, na Pacific Central Station. A bordo do “The Canadian”, lendário trem transcontinental da Via Rail, descobri a magnitude desse tipo de passeio ao seguir o trajeto sobre trilhos até Jasper, província de Alberta. Já lhe explico.  

Trilhos da Via Rail no Canadá – Crédito: Willians Mischur

No “The Canadian”, os passageiros podem optar por uma das três modalidades de viagem, que possuem preços diferentes: econômica, “sleeper” e prestígio. Todas garantem o acesso ao vagão “Skyline”, cuja vista panorâmica no teto – de vidro – proporciona uma experiência sensacional que permite que você viaje em ritmo de sintonia com a natureza ao redor.  

Durante o percurso, apresentações interativas revelam um pouco da história, da geografia e da cultura das regiões. Afinal, você embarcou – literalmente – num passeio imersivo e merece desfrutar de todas as informações sobre o seu destino. Enquanto isso um chá ou um café podem servir de acompanhante.      

Vagão “Skyline” no “The Canadian” – Crédito Willians Mischur

Eu, Willians Mischur, optei pela versão “sleeper” – com acomodações confortáveis, um serviço de atendimento excelente e refeições de alta qualidade preparadas na hora por chefes. Nessa modalidade, os assentos são transformados no período noturno em camas ou beliches acolhedores. Itens como toalhas, travesseiros, edredons de plumas e um kit chuveiro estavam inclusos no pacote.  

Para além da estrutura do trem, a sensação de dormir e acordar com um cenário cinematográfico é singular. Logo adiante, após passar por Kamloops, entramos na parte mais incrível do percurso sobre trilhos. A propósito, vale destacar que tomar o café da manhã observando belas paisagens nos proporciona um ponto de vista memorável.  

Montanhas Rochosas no Canadá – Crédito: Willians Mischur

E lá estavam elas. Chegamos nas Montanhas Rochosas por volta da hora do almoço, que saboreamos assistindo os picos gelados e glaciais pela janela. Para quem ama a natureza, é um prato cheio. Esta cadeia de montanhas que se estende dos Estados Unidos ao Canadá foi formada no período Cretáceo há cerca de 70 milhões de anos. 

Observar aquela imensidão é observar que há muito mais do que aquilo que os olhos podem ver. Ali há uma cordilheira de histórias. Uma cordilheira de poesias ocultas em cada parte de seu relevo – todas escritas ao longo do tempo e para além dele. Encarar as Rochosas é encarar que por vezes na vida tropeçamos em pequenas pedras. Não nas montanhas.    

Montanhas Rochosas pela janela do trem “The Canadian” – Crédito: Willians Mischur

Desembarcar do trem em uma estação em Jasper, depois dessa experiência, deixou uma sensação de nostalgia e de saudade – espalhadas em cada parada dessa viagem. Mais importante do que viver brevemente sobre trilhos, é perceber que o destino é você quem faz. Mesmo na correria do dia a dia, nunca se esqueça de olhar as paisagens ao seu redor – a vista pode ser sensacional!  

Sou Willians Mischur. Brasileiro, esposo, pai, empresário, fotógrafo, coach, aficionado por viagens e um eterno sonhador.   

Entre um voo e outro, vem comigo! Próxima parada: Jasper e Banff.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *